• (62) 98150-8803

BLOG

WordPress – Conheça a origem e as vantagens do maior CMS da Internet.

Descubra quais são os incríveis recursos que estão fazendo os grandes sites migrarem para essa plataforma de gestão de conteúdo web.

wordpress conheça as vantagens do maior cms da internet - Buenosites

Mas afinal, o que é o WordPress?

Estamos todos conectados. Não da para ignorar que o mundo online faz parte constante da nossa vida e que isso mudou a forma como nos relacionamos com as pessoas, nosso comportamento e nossos costumes. Passamos a consumir pela grande rede. Fazemos compras e até pedimos comida online.

Por essa razão, a criação de sites tornou-se uma atividade cada vez mais comum e disseminada. As empresas hoje podem até não ter um endereço físico, mas obrigatoriamente precisam ter um endereço virtual se querem ser encontradas pelos seus potenciais clientes. E é nessa hora que os CMS podem ajudar bastante facilitando o trabalho daqueles que querem construir seu próprio site na rede. Não sabe ainda o que é um CMS? Não tem problema, neste artigo nós iremos explicar o que é um CMS e falaremos um pouco mais da plataforma mais utilizada deste sistema, o WordPress.

 

O que é um CMS?

CMS é a sigla em inglês de Content Management System ou Sistema de Gerenciamento de Conteúdo, em bom português. Esse sistema, como o próprio nome diz, faz o gerenciamento de todo o conteúdo de um site, especificando áreas onde ficarão as imagens do seu endereço online, as principais notícias, o menu do seu site, tudo de forma bastante automatizada, o que permite que até pessoas que não tenham intimidade com programação e web design possam criar um site com aparência profissional em poucos passos. Também é muito fácil fazer a troca do conteúdo e deixar o portal sempre atualizado.

São diversas plataformas de CMS oferecidas hoje no mercado e muitas delas são gratuitas. Hoje vamos falar especificamente da mais utilizada entre elas, o WordPress. Este gerenciador de conteúdo é tão famoso que para se ter uma ideia, cerca de 35% dos sites criados na internet hoje são feitos com WordPress.

 

A origem do WordPress

Na década anterior, quem quisesse construir um site e não tivesse conhecimento em programação e web design tinha que recorrer a um profissional da área para criar o seu sítio online. Além da criação, normalmente toda a atualização ficava nas mãos deste profissional, pois os procedimentos para tal serviço não eram nada automatizados e era necessário ter conhecimento na área.

Para aqueles que queriam apenas ter um blog, a plataforma Blogger foi muito útil na época, pois podemos chamá-lo como o “pai” dos CMS, uma vez que seu sistema já era mais automatizado e permitia que leigos pudessem criar o seu blog em poucos passos. Porém, sua capacidade de personalização era muito baixa e esta plataforma não serviria para hospedar sites mais completos e com recursos.

Em 2003, Michel Valdrighi, que era desenvolvedor de uma plataforma para blogs conhecida como cafelog resolveu desistir de sua ideia, pois a mesma não apresentava evolução em relação ao que já se tinha no mercado. O Blogger, citado anteriormente, era disparado a plataforma que hospedava a maior parte dos blogs no mundo.

Formando uma equipe com Matt Mullenweg e Mike Little, Valdrighi começa a trabalhar na evolução do seu projeto anterior e desta evolução surge o WordPress.

Alguns fatores fizeram com que o WordPress tivesse uma excelente aceitação em seu início. Podemos destacar a existência de plugins, que são módulos que turbinam a capacidade de personalização do site, presentes já na segunda versão do mesmo, lançado em março de 2004; e o fato do seu maior concorrente nesta época, o CMS Moveable Type, ter feito algumas mudanças que desagradaram boa parte de seus usuários e o alto preço cobrado por esta plataforma fizeram com que muitos migrassem para o WordPress, um CMS que possui versão gratuita.

Em 2006 a plataforma deu mais um grande passo com a implementação dos temas, designs pré-formatados de “fábrica” que facilitaram ainda mais o uso da plataforma por seus usuários. Assim, bastava escolher um layout dentre os já oferecidos pela plataforma para personalizar o site à sua maneira.

De lá pra cá foram muitas evoluções e a entrada de plugins que habilitavam a criação de lojas online no WordPress foi outro salto na popularidade da plataforma. Os seus criadores seguem firme no propósito de conquistar mais de 50% dos usuários de CMS em todo o mundo.

 

Diferença entre o WordPress.com e o WordPress.org

Agora que você já sabe o que é um CMS e conhece um pouco da história do WordPress, precisa saber que existem duas versões desta plataforma que são oferecidas ao público, o WordPress.com e WordPress.org.

No WordPress.com você pode criar e hospedar o seu site ou blog diretamente na plataforma WordPress, sem pagar nada por isso. Não é necessária nem a contratação de domínios, pois o WordPress.com oferece esse serviço de forma gratuita. A grande questão a ser analisada é o que você pretende com o seu site. Se for algo mais complexo e profissional é importante ponderar algumas características aqui:

Apesar de oferecer o domínio, o mesmo não poderá ser totalmente personalizado. Então o seu site terá o endereço “seusite.wordpress.com”. Essa característica é visível a todos os usuários o que não é interessante caso você esteja criando um site que planeje ter influência e autoridade na internet.

Além disso, as opções de formatação e personalização são bem limitadas e não é possível trabalhar com banners de publicidade.

Como vantagens podemos destacar:

  • A gratuidade dos serviços, caso o seu projeto seja pessoal ou de menor porte;
  • A atualização automática do WordPress. O seu site/blog, estará sempre utilizando os recursos mais recentes oferecidos pela plataforma;
  • Backup automático de todo o seu conteúdo.

Diante destas informações podemos concluir que esta versão oferecida do WordPress é voltada principalmente para aqueles que pretendem construir um blog privado, sem intenção de monetizar o seu conteúdo. Pode ser também uma ótima porta de entrada neste universo, onde você vai obter conhecimento e familiaridade com a ferramenta para poder dar passos maiores à frente.

Agora, vamos falar um pouco sobre a versão WordPress.org, quais as principais diferenças, vantagens e até desvantagens em relação ao seu irmão “.com”.

Diferente da versão anterior, esta aqui para ser utilizada vai necessitar de um serviço de hospedagem contratado e de um domínio (nome do seu site) adquirido.

Para utilizá-lo, você deverá instalar o WordPress.org no servidor de sua hospedagem

Uma vez instalado você deverá fornecer o domínio contratado (www.seusite.com.br, por exemplo) e fazer o link com o seu site WordPress. Pronto, daí em diante você terá a sua disposição infinitas possibilidades de personalização, utilitários, que vão deixar o seu site/blog com um ar muito mais profissional.

Estarão disponíveis milhares de temas próprios e até de terceiros, feitos especificamente para WordPress, para que você possa escolher aquele que atende melhor ao seu nicho de negócio. Vale lembrar que uma infinidade destes temas tem versões gratuitas.

Outras vantagens a serem destacadas são:

O acesso à loja de plugins. Esses dispositivos aumentam e muito, a gama de serviços que podem ser oferecidos em seu site. E o melhor é que podem ser utilizados por pessoas que não possuem conhecimentos aprofundados em programação, são relativamente fáceis de configurar e assim como os temas, podem ser encontrados em versões gratuitas bastante eficientes.

Por ser uma plataforma muito utilizada em todo mundo é cada vez maior o numero de empresas e desenvolvedores que trabalham em soluções de integração do WordPress com seus sites ou soluções de pagamento online. As empresas têm interesse que seus serviços sejam integrados a uma plataforma que está em constante expansão.

Como ponto que pode ser considerado negativo, principalmente para quem migrou do wordPress.com e estava acostumado com essas facilidades é que todo o conteúdo do site deve ser administrado, atualizado e de resguardo das informações deve ser feito de forma manual e não automática. Por exemplo, se você quiser atualizar a sua versão do WordPress ou até mesmo fazer um novo backup do seu banco de dados, deverá fazê-lo manualmente, pois diferente da versão .com, o WordPress.org não atualiza sozinho estes itens (a não ser que utilize plugins e recursos pagos que cada hospedagem oferecem e que agendem e realizem tais ações por você).

 

WordPress é só pra blog?

Esta é uma dúvida muito frequente e provavelmente deve-se ao fato de que no inicio da sua existência o WordPress tenha sido muito utilizado para a criação de blogs. Mas hoje, 14 anos depois da sua primeira versão, podemos responder esta pergunta definitivamente com um “não!”.

O mais famoso CMS do mundo tem ferramentas que vão muito além da criação de um blog. Com a infinidade de personalizações disponíveis é possível criar sites poderosos, interativos, para pequenas empresas e grandes corporações. Com lojas online integradas também são responsáveis por um grande número de transações financeiras que acontecem na web.

 

As Vantagens de ter um site em WordPress

Já falamos um pouco sobre as vantagens do WordPress em um tópico do nosso artigo, mas o assunto é tão amplo que podemos destacar ainda mais características que fazem este CMS ser tão popular.

 

Facilidade de uso

com interface intuitiva, mesmo sem conhecimento em programação é possível fazer trabalhos surpreendentes, pois a ferramenta e o acesso as configurações é bastante simplificado;

 

Personalização

São milhares e milhares de temas e plugins que podem deixar o site com a sua cara. Muitos já vêm formatados e prontos para o seu tipo de negócio. Basta fazer uma busca no campo temas e escolher um dentre uma infinidade de opções.

 

Informações fáceis de encontrar

Por ser uma ferramenta muito popular, existem muitos especialistas na plataforma. Uma busca rápida no google e você pode sanar sua dúvida em alguns segundos.

 

Liberdade de criação

Apesar de ter uma infinidade de opções para personalização pré-formatadas, para aqueles que possuem conhecimento em programação, html, css, etc, o céu é o limite. É possível personalizar absolutamente tudo no site se você possui um conhecimento mais aprofundado nesta área.

 

Multiusuários

Se você tem um blog ou um site que tem colaboração de diversas pessoas é possível criar perfis com níveis diferentes de edição. Por exemplo, se em seu site você publica artigos que são escritos por terceiros, você pode dar um acesso exclusivo para a criação de artigos para este usuário, que pode fazer a publicação diretamente pelo WordPress, ficando a seu cargo apenas a aprovação do conteúdo para publicação.