• (62) 98150-8803

BLOG

5 VERDADES que você precisa saber sobre e-commerce e evite o FRACASSO da sua loja virtual!

5 verdades que você precisa saber sobre e commerce e evite o fracasso da sua loja virtual - Buenosites

Atualmente podemos perceber que muitos negócios estão avançando cada vez mais com a ajuda da internet. Muitos negócios se estabeleceram no mundo virtual sem ao menos precisar de uma loja física aberta ao público.

E é pensando nessa praticidade que muitas outras novas empresas estão surgindo a cada dia e criando lojas virtuais para vender seus produtos na internet.

Mas para isso acontecer da forma correta é preciso que os interessados enxerguem algumas verdades e derrubem alguns mitos, pois muito trabalho duro precisa ser realizado.

Neste artigo vamos falar sobre 5 pontos muito importantes para o sucesso de qualquer loja online. Você vai entender:

  • A importância de divulgar seu site na internet
  • Como agir nas Redes Sociais
  • O que é inbound marketing e como ele pode te ajudar
  • E muito mais…

Então fique à vontade e aproveite para compartilhar essas informações com quem acha que pode se beneficiar destas informações.

Investir em Divulgação patrocinada.

5 verdades que você precisa saber sobre e commerce e evite o fracasso da sua loja virtual - Buenosites

“Nossa, mas eu acabei de investir na criação de uma loja virtual e agora é preciso investir novamente para divulga-la?” … “SIM!”, a resposta é essa, caso você também esteja nessa situação e queira começar a vender o mais rápido possível.

Por vezes somos levados a acreditar em alguns mitos de sucesso instantâneo e repentino, que são divulgados e anunciados na internet.

Um desses mitos é de que o site, por si só já resolve o problema da “falta de clientes” – como se a venda fosse se realizar em um passe de mágica – mas não é bem assim que as coisas acontecem na realidade.

Após a criação de um site ou um e-commerce, investir em divulgação patrocinada é uma das maneiras mais rápidas e eficientes de se conquistar visitas e chamar a atenção de possíveis interessados no que é ofertado.

Depender apenas do tráfego orgânico – mesmo considerando que o trabalho de SEO e inbound marketing do seu site seja perfeito – leva um tempo considerável para dar resultados. E muitas vezes, nos encontramos em situações onde é preciso colocar a máquina para vender o mais rápido possível, não é mesmo?

Então apenas ter uma página na internet, seja para falar da sua empresa ou divulgar os produtos da sua loja, não garante visitas muito menos vendas a curto prazo.

A opção de investir em divulgação patrocinada traz muitos benefícios, dos quais possibilita – em um curtíssimo prazo de tempo – começar a vender.

A partir do momento que decide pagar para divulgar o endereço do seu site através de plataformas de anúncios online, você começa a levar o seu negócio a outro nível, possibilitando escalar e planejar o futuro com mais previsibilidade, sem depender tanto do acaso.

Plataformas como o Google AdWords e Facebook ADS permitem que você invista qualquer valor em anúncios e assim planeje da melhor maneira como divulgar sua empresa.

Através destas plataformas, é possível analisar os dados e saber de onde vieram os seus clientes, qual foi a sua taxa de conversão, qual foi o ROI (retorno sobre o investimento) e muitas outras informações.

Então considere analisar essa opção pois muito dinheiro pode ser economizado e transformado em lucro e um curto prazo de tempo.

Caso pretenda investir em anúncios patrocinados, deixarei abaixo o link para um artigo que fala sobre a importância da criação da persona do seu negócio pois, assim como é importante anunciar sua empresa ou seus produtos, é igualmente importante saber para quem anunciar.

 

Dica de leitura: Você sabe o que é uma Persona? Aprenda a definir uma para seu negócio e aumente suas vendas.

 

Fazer Inbound Marketing é obrigatório.

5 verdades que você precisa saber sobre e commerce e evite o fracasso da sua loja virtual - Buenosites

Trabalhar com inbound marketing é um processo importantíssimo para quem busca captar visitas e realizar vendas de modo orgânico, economizando bastante dinheiro e garantindo um fluxo contínuo de visitas em seu site (no médio a longo prazo).

Para quem não sabe, o inbound marketing é uma estratégia de mercado onde você consegue divulgar sua empresa, produtos ou serviços, de uma forma não intrusiva e bastante segmentada.

O inbound marketing é justamente o contrário das estratégias de marketing tradicionais (outbound marketing). Em vez de levar os produtos ou serviços aos olhos do consumidor, no inbound marketing é o próprio consumidor que pesquisa e encontra a sua oferta.

A proposta de se usar o inbound marketing é a de atrair as pessoas certas para fechar o negócio certo.

Antes da oferta, o potencial cliente tem acesso a conteúdo relacionado por meio de posts em blogs, e-books, newsletter, podcasts, redes sociais, webinars ou qualquer outra forma de exibição. Isso leva o potencial cliente a criar certa identificação com a marca ou a empresa antes de conhecer o produto. Em médio ou longo prazo, a pessoa vai mantendo uma relação com a empresa por meio desses conteúdos, e só recebe a oferta quando está pronta para realizar a compra.

Portanto posso afirmar com 100% certeza que, para quem busca divulgar de forma sólida e eficiente um produto ou serviço, investindo pouco e tendo paciência para colher os frutos no a médio/longo prazo, usar as estratégias de inbound marketing é a escolha perfeita.

 

Use muito (e corretamente) as Redes Sociais.

5 verdades que você precisa saber sobre e commerce e evite o fracasso da sua loja virtual - Buenosites

Usar as redes sociais é uma ótima maneira de divulgar seus produtos e ao mesmo tempo reduzir a distância entre sua empresa e seus clientes.

Muitas ações podem ser realizadas para que um relacionamento duradouro possa ser estabelecido entre ambas as partes. Mas para que tudo isso seja um sucesso é preciso tomar cuidado com alguns detalhes:

Evitar postagens em excesso.

Postagens em excesso, principalmente fazendo propaganda e divulgando ofertas, com certeza não é a melhor maneira de se comunicar com seus seguidores. Você poderá ser taxado como um perfil panfleteiro e acabar perdendo seguidores, por estar mais interessado em ofertar seus produtos do que oferecer conteúdo de qualidade.

Publique dicas e soluções que seu produto (ou empresa) oferece para facilitar a vida de seus seguidores.

Uma das maiores vantagens que as redes sociais trouxe para as empresas é a possibilidade de abrir um canal de comunicação direto e muito próximo com sua audiência. Aproveite-se disso para pulicar conteúdos que ajudam seus seguidores no que se refere as dificuldades do dia-a-dia e como elas podem ser superadas com a sua ajuda (ou com a ajuda de seus produtos).

A possibilidade de realizar transmissões ao-vivo, postagens agendadas, permite alcançar seu público a qualquer hora do dia, fornecendo conteúdos rico em informações. Assim você estará estabelecendo um diálogo onde seus seguidores poderão ter acesso quando quiser, sem se sentir incomodado.

Orientação, pedidos de opiniões, informativo de lançamentos, estas são apenas algumas atitudes que podem beneficiar seu negócio e podem ser realizadas com muita facilidade nas redes sociais.

Aprenda a publicar nos horários certos

A tentação de sair publicando um monte de posts pode ser enorme, mas para ter mais eficiência, no que se refere a alcance de pessoas e propagação da mensagem, a mesma precisa ser planejada. O horário de divulgação é um importante fator para isso.

Analise bem o desempenho das suas publicações e verifique quais os horários que elas recebem mais atenção.

Não adianta nada você publicar o melhor conteúdo, se no horário que você escolheu para publicar estão todos dormindo ou trabalhando.

Associado aos horários, lembre-se de usar Hashtags, pois é através delas que sua publicação será encontrada e direcionada para as pessoas certas.

Não deixe de conversar e interagir com seus seguidores

Como em uma boa conversa a comunicação realizada nas Redes Sociais também precisam seguir a seguinte dinâmica: em determinado momento, um lado está falando e o outro está ouvindo e depois ocorre o inverso.

Não pense que, só porque o perfil é seu, somente você fala ou publica coisa. Pelo contrário, tente ao máximo puxar conversa, incentivar interações dos seus seguidores com suas publicações. Além de beneficiar a imagem da sua empresa, as pessoas entenderão que não se trata apenas de um perfil comercial que só pensa em vender, mas sim de um perfil que é administrado por pessoas, e estas estão preocupadas com a opinião de seus seguidores, afim de ajuda-los.

Em outras palavras, interaja com seus seguidores, respondendo a seus comentários, perguntando sua opinião, pedindo dicas e sugestões. Pratique isso.

 Não desapareça das redes sociais

Uma característica muito comum, principalmente de empresas pequenas que não possuem profissionais específicos e dedicados a tarefa de cuidar do perfil da empresa nas redes sociais, é a de publicar um post e sumir por semanas. Somente depois de muito tempo, voltam a publicar – e o pior, publicam propaganda – e depois desaparecem novamente.

Como já diz o ditado quem não é visto não é lembrado, ou seja, se você não manter constante em suas publicações, estará correndo sério risco de desaparecer da memória de seus seguidores.

Tente manter uma rotina de publicação, seja ela de 2 ou 3 vezes por semana (que apesar de ser pouco, ainda é melhor do que nenhuma publicação). Lembre-se de publicar conteúdos interessantes, não somente ofertas.

Se sumir já é ruim, imagina aparecer depois de um tempão somente para fazer ofertas e sumir novamente.

 

Caso você tenha mais interesse em como aumentar suas vendas pelas redes sociais, te recomendo ler esse artigo: Como Aumentar a lucratividade dos seus negócios com a ajuda das Redes Sociais

 

Verifique todos os pontos de interação de seus clientes para com a sua Loja virtual. Evite sempre erros (ou bugs) durante o processo de compra.

5 verdades que você precisa saber sobre e commerce e evite o fracasso da sua loja virtual - Buenosites

 

Este é o segundo ponto mais importante deste artigo, pois ele pode comprometer toda a empresa se não receber a devida atenção.

Um site que não funciona corretamente, ainda mais se tratando de um e-commerce, pode comprometer E MUITO a saúde financeira da empresa se não for corrigido a tempo.

Imagine, em uma sociedade como a nossa, onde todos são preocupados e desconfiados com o processo de compras online, se você tem um site/e-commerce que não funciona ou que apresente falhas durante a navegação, o que o seu cliente irá fazer?

Saiba que este é o maior tiro no pé que você pode dar no seu negócio. Se sua loja virtual não apresentar tudo funcionando perfeitamente, o primeiro sinal que ela vai passar para quem estiver navegando é de algo estranho está acontecendo, e isso imediatamente se transformará em um sentimento de insegurança, comprometendo todo o resto da experiência até chegar a desistência da compra.

Então certifique-se de que todos os testes foram feitos e de que tudo está funcionando. Claro que alguns pontos podem ser melhorados ou ajustados, mas isso não pode se transformar em um impedimento para o usuário na hora que ele querer navegar ou comprar um produto.

Fique atendo a todos os pontos de interação, desde links quebrados até a falta de imagens ou carregamento lento das páginas da loja virtual.

 

Dica de leitura – artigo indicado para quem está querendo abrir uma loja virtual: Conheça o WooCommerce! A melhor opção para quem deseja abrir uma Loja virtual.

 

Otimize a página do produto com informações, imagens e vídeos.

Fique atento pois este é o ponto mais importante deste artigo. Coloque-se no lugar do seu cliente:

Você está buscando mais informações sobre um produto e cai em uma página onde tem somente o preço, uma foto do produto e uma breve descrição sobre o mesmo (onde só de olhar para a foto você já percebe a inutilidade ou redundância do texto descritivo).

Sim, esta é a estrutura mais comum em muitos e-commerce presentes na internet hoje me dia.

As pessoas estão buscando informações, fotos, exemplos de uso e aplicabilidade do produto. Então se a página de venda for pobre e sem informações, a probabilidade da venda fracassar é enorme.

Crie para sua loja virtual páginas ricas de informações. Utilize imagens, vídeos, depoimentos de clientes que já compraram determinado produto. Tudo isso ajudará a criar confiança em quem está navegando e a probabilidade de uma venda acontecer será muito maior.

Mas tome cuidado, colocar muitas informações é diferente de encher linguiça e publicar conteúdos maçantes e informações irrelevantes.

 

Conclusão

Se fosse para eu resumir todo o conteúdo deste post, eu resumiria com a seguinte frase: Coloque-se no lugar de seu cliente e pense em como ele queria ser abordado e no que ele gostaria de encontrar ao entrar na sua loja virtual.

Não foque seus pensamento somente em vender. Entenda que o processo de compra e venda de produtos, não é nada mais que uma relação de troca, onde ambos os lados precisam se beneficiar. E para que isso aconteça de modo satisfatório e seguro, todo o processo precisa ser respeitado e planejado.

E para o caso de precisar de uma ajuda na criação de um Site ou Loja Virtual e não sabe quem procura, clique aqui e venha falar conosco. Somo especialistas no desenvolvimento de Sites Institucionais e Lojas Virtuais e estarei pronto para lhe atender.

BLOG

Saiba Como aumentar o Limite da Memória do PHP e o tamanho do Upload Máximo do seu site WordPress.

como aumentar a memoria do php wordpress - buenosites

Muitas vezes, conforme vamos trabalhando muito duro em nosso site WordPress, é preciso entender cada vez mais como essa poderosa máquina funciona.

Uma das coisas muito importante para se entender sobre o WordPress é sobre seus limites de memórias disponíveis e os erros que podem aparecer quando esbarramos nesses limites, tanto para UPLOAD quanto tempo para execução de tarefas e etc.

Então para evitar (ou contornar) tais problemas, neste post vou lhe ensinar como Aumentar o Limite de Memória do PHP e o tamanho do Upload Máximo do seu site WordPress.

Por padrão, o WordPress tem um limite modesto para o upload de imagens, vídeos e outros arquivos. É uma história semelhante para o limite de memória do PHP, que ajuda você a executar plugins e scripts.

Se você tem (ou pretende desenvolver) um site grande, cheio de conteúdo (artigos e páginas), isso pode ser um grande problema para você quando esses limites forem atingidos. Você pode receber um erro de upload que se parece com isso:

The uploaded file exceeds the upload_max_filesize directive in php.ini

 

Se o limite de memória for atingido, você poderá receber um erro diferente semelhante a este:

Fatal error: Allowed memory size of 12345678 bytes exhausted (tried to allocate 2345678 bytes) in /home/your-username/public_html/wp-includes/plugin.php on line 1000

 

As vezes pode ser um pouco complicado de consertar esses erros, ainda mais dependendo de como foi configurado seu servidor. Então vamos ver as formas mais eficazes de aumentar seus limites de upload e memória em seu servidor para que você possa ter um site funcionando perfeitamente, sem entraves.

Atualizando seu arquivo php.ini

Se você usa cPanel, vá para a seção Arquivos e clique no botão Gerenciador de Arquivos . Verifique se a caixa de seleção Mostrar arquivos ocultos está marcada e clique em Ir .

Selecione sua pasta wp-admin e encontre um arquivo chamado php.ini ou php5.ini . Se você não o visualizar, crie um clicando no botão Novo arquivo no canto superior esquerdo. Nomeie o arquivo php.ini e clique no botão Criar arquivo no pop-up.

 

Você pode escolher a Raiz do Documento para acessar diretamente os arquivos do seu site para ter acesso mais rápido depois de selecioná-lo na lista suspensa.

Editando seu arquivo .htaccess

Se você seguir estas instruções e ainda não funcionar, tente renomear o arquivo para php5.ini . Quando o arquivo estiver aberto, adicione ou edite as seguintes linhas e salve e feche.

upload_max_filesize = 1000M
post_max_size = 2000M
memory_limit = 3000M
file_uploads = On
max_execution_time = 180

 

O M significa megabytes. Altere o limite de 1000M , 2000M e 3000M para o valor com o qual se sentir mais confortável. Alterar o valor de max_execution_time limitará o tempo gasto no carregamento de um script em segundos.

Em muitos casos, os valores inseridos devem aumentar à medida que você desce a lista das linhas de um a três. O upload_max_filesize deve ser o menor, enquanto memory_limit deve ser o maior. A mediana deve ser post_max_size .

Antes de verificar se o erro desapareceu, limpe o cache do seu navegador.

Se essa adição ao seu arquivo php.ini não funcionar, tente editar seu arquivo .htaccess e adicione ou edite o seguinte código na parte inferior:

php_value upload_max_filesize 1000M
php_value post_max_size 2000M
php_value memory_limit 3000M
php_value max_execution_time 180
php_value max_input_time 180

Editar este código é semelhante ao seu arquivo php.ini . Altere os valores para limites que melhor atendam às suas necessidades. Não se esqueça de salvar quando terminar e limpar o cache do seu navegador.

Editando o seu arquivo wp-config.php

Se ambos forem um não-uso, tente editar o seu arquivo wp-config.php , adicionando o seguinte à parte inferior, mas logo antes da linha “happy blogging”:

define('WP_MEMORY_LIMIT', '3000M');

 

Salve o arquivo e limpe o cache do seu navegador.

Alterando os limites no WHM

Se o seu site estiver hospedado em um servidor VPS ou dedicado, você pode tentar alterar os limites de upload e memória em seu WHM.

Depois de ter logado, vá para Configuração do Servidor> Tweak Settings> PHP .

Use os mesmos números que você tentou anteriormente para obter os melhores resultados possíveis.

 

Digite os números que funcionam para você e clique em Salvar na parte inferior da página.

Em seguida, vá para Configuração de Serviço> Editor de Configuração do PHP. Role para baixo até encontrar as seções principais memory_limit e upload_max_filesize

Os valores inseridos aqui devem ser os mesmos que você tentou inserir anteriormente nos arquivos php.ini e .htaccess

 

Digite os valores corretos para sua configuração.Finalmente, na seção Options & Information , localize max_execution_time e atualize-o para o mesmo valor que você tentou nos arquivos php.ini e .htaccess .

Clique em Salvar na parte inferior da página e limpe o cache do seu navegador.

Conclusão

Está tudo pronto agora para resolver as mensagens de erro. Aproveite o upload de arquivos maiores e continue usando plug-ins no seu site WordPress. Essas alterações não devem demorar mais do que alguns minutos para que você possa voltar rapidamente ao trabalho.

Se nenhuma dessas opções funcionar, você não poderá acessar as áreas mencionadas ou terá problemas ao longo do caminho. Entre em contato com o provedor de hospedagem. Eles têm acesso ao seu servidor para fazer as alterações necessárias, então eles são sua melhor aposta.

E lembre-se, se você ficar perdido e quiser ajuda, vamos até entrar no seu site e arrumar as coisas para você!

BLOG

o que é woocommerce - Buenosites

Conheça o WooCommerce! A melhor opção para quem deseja abrir uma Loja virtual.

O Woocomerce é um plugin para o WordPress que possibilita transformar seu site em uma loja virtual, com apenas algumas configurações realizadas durante um passo-a-passo bem didático e eficiente. O melhor de tudo isso é que não é preciso (na maioria das vezes) de nenhuma linha de programação, pois o plugin cria automaticamente todas as páginas necessárias, incluindo as etapas do carrinho de compra, área do cliente e muitas outras.

Quando eu citei anteriormente, que “na maioria das vezes não é preciso de nenhuma linha de programação” eu me referia a alguns templates antigos ou desenvolvidos de modo bem customizado. Assim, é preciso uma certa customização para adaptar o WooCommerce ao Template, possibilitando que tudo funcione perfeitamente.

Sua Origem

O projeto de criação do WooCommerce teve início em setembro de 2011 pelos desenvolvedores Mike Jolley e James Koster. Quatro anos depois, em 2015, após ter provado seu valor e eficiência, ele foi adquirido pelo WordPress e, atualmente, conta com mais de 600 000 lojas virtuais, número que corresponde a 28% do comércio eletrônico no mundo.

o que é woocommerce - Buenosites

Vale lembrar que desde a sua primeira versão, o plugin já contabilizou mais de 37.438.777 de downloads. Muita coisa! Esse sucesso também o colocou no top 5 dos plugins mais baixados do WordPress. O principal motivo? A interface fácil e intuitiva. Então, se você quer começar uma loja virtual, aposte nessa ideia!

Principais Características

Venda qualquer tipo de produto (ou serviço)!

Não importa se você tem uma loja física ou só vende pelas redes sociais. Não importa de você vende doces, camisetas ou Livros digitais, o WooCommerce está preparado para te ajudar a vender qualquer tipo de produto, seja ele virtual (e-Books, softwares e etc), físicos (sapatos, camisetas, brinquedos e etc) ou até mesmo prestação de serviço (consultoria, atendimento com hora marcada e etc).

o que é woocommerce - Buenosites

 

Aproveite e leia também: Saiba como vender seus produtos e ganhar dinheiro com a ajuda das Redes Sociais.

Formas de pagamento

Por padrão ele vem integrado com o sistema de pagamento PayPal, mas é possível adicionar plugins para o PagSeguro, Moip, e Cielo. Além disso a o plugin possui uma espécie de loja de extensões, onde é possível encontrar outras formas de pagamento.

Sistema de Entrega/Frete

O WooCommerce vem preparado para gerenciar o frete dos seus produtos físicos, precisando apenas instalar alguns plugins. No Brasil, a grande opção é a utilização dos correios como forma de Frete. Sendo assim, não poderia faltar um plugin dos correios compatível com o WooCommerce. Por conta disso é possível configurar o calculo de frete, estimativa de entrega e demais informações com base nos requisitos que os correios exigem.

Caso você queira utilizar outro sistema de Frete, basta verificar com a empresa se ela possui algum software ou integração com o WooCommerce. Caso não, será preciso buscar por algum desenvolvedor que crie tal funcionalidade.

Catálogo de Produto

Gerencie seu estoque de produtos físicos ou até mesmo digitais através da interface intuitiva do WordPress. Limite suas vendas com base na quantidade de produtos disponíveis e, caso esteja com o estoque no fim, o WooCommerce informará que aquele produto está indisponível, impossibilitando assim que uma nova compra seja realizada.

Relatórios

O painel do WooCommerce fornece todos os dados sobre sua loja. Tenha noção de quantos produtos foram vendidos, quantos estão aguardando pagamento, quantas compras foram cancelas, qual é o saldo total do mês, semestre ou ano. Assim ficará muito fácil se preocupar apenas com a empresa, deixando essa tarefa de gerar relatórios com o próprio WooCommerce.

Marketing

Dentro do WooCommerce é possível promover produtos, ofertando cupons de desconto, produtos com preços especiais, limites de uso e restrições por produto ou usuário, ou frete possibilitar o famoso grátis para determinadas localidades.

Impostos

Sem deixar faltar esse detalhe importante, o WooCommerce também possui um sistema de calculo de impostos. Mas tudo é fornecido de uma forma simples e intuitiva, possibilitando que você também configure taxas de impostos diferentes dependendo da localização.

o que é woocommerce - Buenosites

Conclusão

O WooCommerce é uma excelente opção para quem deseja abrir uma loja virtual e busca uma ferramenta eficiente, simples de gerenciar e que seja aberta a inúmeras possibilidades.

Por se tratar de um plugin WordPress, o WooCommerce conta com inúmeras extensões que permite aumentar ainda mais o seu leque de funcionalidades, tornando ele a primeira e melhor opções em muitos os casos.

Caso esteja buscando uma ajuda, ou mais informações sobre o WooCommerce, fique a vontade para nos procurar.

Então é isso, ficamos por aqui e em breve falaremos um pouco mais sobre essa ferramenta. Até breve!

BLOG

Como colocar dentro do seu site WordPress um link direto para seu Whatsapp

como colocar dentro do seu site wordpress um link direto para seu whatsapp - Buenosites - Criação de Sites

O WhatsApp conta com mais de 800 milhões de usuários ativos pelo mundo, mas isso não é uma novidade para você, certo? Agora achamos ser de grande importância é  o fato de que muitas pessoas não sabem (ou nunca perceberam) a importância que esse aplicativo pode ter nos negócios, seja como uma ferramenta para fazer marketing ou para realizar vendas e encurtar o contato entre seus clientes e sua empresa.

Uma pergunta rápida: você tem um negócio que precisa estar sempre online, aberta para a possibilidade de realizar novos contatos com possíveis clientes a qualquer momento do seu dia? Então você vai adorar a nossa dica. Aprenda a colocar dentro do seu site WordPress um link rápido para seu WhatsApp possibilitando fechar novas vendas!

Essa é uma maneira prática e fácil de agilizar a comunicação entre você e possíveis clientes, pois ele podem entrar em contato com você imediatamente, evitando as vezes a rejeição de formulários de contato longos e desistumulantes.

Desde que foi possível acessar o WhatsApp pelo computador enquanto se navega pela internet, basta que você disponibilize corretamente o link com o número do seu celular (ou do celular da empresa) com WhatsApp para que outras pessoas possam clicar nele e enviar a mensagem que quiser.

Quando alguém clicar no link direto para seu número no Whatsapp pelo celular, no mesmo momento se abrirá uma janela e o bate-papo começa.

Assim, você estará facilitando para seu cliente entrar em contato com você! As chances de uma venda acontecer são maiores, pois o cliente pode estar muito interessado e ansioso para falar com um vendedor naquele exato momento e essa conveniência tira dele todo o trabalho de ter que adicionar o seu número na lista de contato, para só depois enviar uma mensagem.

Veja agora Como Criar um link direto para seu número do WhatsApp e como coloca-lo dentro do seu Site em WordPress.

 

Aproveite e leia também: Descubra como aumentar a lucratividade dos seus negócios com a ajuda das Redes Sociais.

Como criar o link para seu número do WhatsApp

Para você criar o link para seu número (pessoal ou da sua empresa) no Whatsapp é simples:

  1. Basta que você copie o seguinte link: http://api.whatsapp.com/send?1=pt_BR&phone=5500000000000.
  2. No caso da sua cidade não utilizar o nono dígito, crie o link desta maneira: http://api.whatsapp.com/send?1=pt_BR&phone=550000000000
  3. Agora é preciso que, no lugar dos “ZEROS”, você coloque o seu número do WhatsApp, e não se esqueça de incluir o DDD da sua cidade. Lembre-se de colocar tudo junto, sem espaços e sem parenteses.

Vamos ver um exemplo:

Supondo que meu número de contato no WhatsApp seja 98123-6789.

Como eu moro em Goiânia, o DDD da minha cidade é 62.

Então, pegando o meu número, o DDD da minha cidade, o link ficará desta forma:

http://api.whatsapp.com/send?1=pt_BR&phone=5562981236789

E é isso! Seu link esta pronto para ser usado dentro do seu site.

como colocar dentro do seu site wordpress um link direto para seu whatsapp - Buenosites - Criação de Sites

DICA PRECIOSA! Saiba como e onde usar da melhor maneira o link para seu número do WhatsApp dentro do seu site.

Muitos profissionais e empresas podem aproveitar essas dicas para otimizar seus negócios. Vamos citar algumas cituações onde essa dica poderá ajudar muito.

 

Sites Institucionais

Caso você tinha um site institucional, colocar o link no número de contato para o seu WhatsApp vai facilitar para aquele cliente que deseja saber mais sobre seus serviços, entrar em contato instantâneo com você. Caso ele esteja navegando no seu site pelo celular, vai ser melhor ainda, pois ele poderá clicar no link do seu Whatsapp e já começar a conversar como se estivesse em um bate-papo normal. Veja que ficou muito mais prático do que ter que salvar seu número para depois ter que ligar, ou até mesmo preencher um formulário de contato.

 

Sites E-commerces

Caso você administre um e-commerce e tenha um número específico para realizar atendimentos do SAC essa dica vai te ajudar demais pois, o cliente poderá te chamar pelo WhatsApp e esclarecer dúvidas sobre determinado produto, diminuindo ainda mais suas dúvidas e objeções para comprar em sua loja virtual.

 

Landing Page de Eventos e/ou Cursos

Imagine que você irá lançar um Evento ou um Curso e deseja abrir um canal somente para dúvidas rápidas e esclarecimentos específicos. Fornecer um contato rápido dentro da sua landing page com um link para seu número do WhatsApp poderá otimizar ainda mais essa tarefa.

BLOG

Como criar novos usuários no WordPress

Neste post você aprenderá a adicionar e a editar usuários presente no seu site WordPress.

(mais…)

BLOG

Como criar uma nova página dentro do seu site em WordPress

Neste artigo vamos ensinar como faz para criar uma nova Página em seu site e sobre as diferenças básicas entre Post’s e Páginas. (mais…)

BLOG

Você sabe o que é uma Persona? Aprenda a definir uma para seu negócio e aumente suas vendas.

Aprenda criar personas - Buenosites

Se você está começando um negócio agora ou é um profissional de marketing, seja digital ou tradicional, é bem provável que já tenha ouvido falar em persona. No mundo atual, onde a comunicação um para um ganhou força, o conceito de persona se faz cada vez mais presente em grandes, médias e pequenas empresas. Mas o que é realmente uma persona? Como a persona pode ajudar o meu negócio? Como determinar a persona correta? Estas são perguntas que devem estar passando pela sua cabeça, mas não se preocupe. Preparamos este artigo para te ensinar a definir a sua persona de forma simples e prática. Neste artigo você vai aprender:

  • O que é uma persona;
  • Por que é importante ter uma persona bem definida;
  • Como definir uma persona;
  • Quais fatores influenciam a decisão de compra;
  • O que é a Jornada do Cliente do seu negócio;
  • Oferecer produtos e serviços que os clientes desejam.

E terá um bônus com 5 dicas para definir uma ou mais personas para seu negócio.

O que é persona?

o que são personas - Buenosites

A persona é o representante ideal do seu público-alvo. É uma figura representativa, como se fosse um personagem do cliente ideal do seu negócio. Importante salientar que a persona não é o público-alvo.

A definição do público-alvo é mais genérica. Quando definimos o público-alvo estamos falando de um grupo de pessoas, uma parcela da população que se interessa pelo seu produto ou serviço, mas que não necessariamente são seus consumidores. É uma parte da população e não um indivíduo com características singulares, como é o que a persona representa. Por isso, deve-se determinar antes o público-alvo e, em seguida, partir para uma leitura mais específica do consumidor que você deseja atingir.

Mas por que eu devo definir a persona do meu negócio?

o que são personas - Buenosites

Conhecer bem a persona do seu negócio irá te ajudar a aprimorar suas estratégias de marketing e vender mais. Isso, porque saber como o seu público pensa e age, o que ele valoriza e o que o leva a consumir determinados produtos vai fazer com que você tenha clareza sobre como aproximar o seu produto ou serviço desse público.

Assim, entendendo quais são as dores e as motivações do seu consumidor, as suas ações de marketing terão um foco mais preciso e eficiente e te ajudarão a fechar muito mais negócios.

Definindo personas para seu negócio

Definir de forma correta a persona do seu negócio vai te ajudar a avaliar a relevância que o seu produto tem para ela e de que forma você consegue gerar valor real para o seu consumidor. Caso você esteja começando um negócio agora e ainda não tenha cliente é natural que não possua clareza sobre quem é a sua persona. Isso ocorre porque, para definir uma persona, você precisa de parâmetros, de dados para analisá-la. Você precisa conhecer os valores e o aspecto humano do seu público. Conhecer seus gostos, suas necessidades, suas dores. Lembre-se de que você está lidando com pessoas e pessoas têm sentimentos, necessidade, motivações, medos e traumas. Então, o seu estudo da persona se baseia em entender esses sentimentos, pois todos eles influenciam no momento de compra, na decisão por um produto x ao invés de um produto y.

O Mapa de Empatia

o que são personas - Buenosites

Uma ferramenta essencial para te ajudar a definir a sua persona é o mapa de empatia. Com ele, você consegue visualizar de forma rápida e eficiente quais são as necessidades, as dores e os desejos do seu público. Veja no exemplo abaixo:

Analisando cada um dos setores da imagem acima, responda às seguintes questões:

O QUE A PERSONA VÊ?

  • Como o ambiente que a cerca aparenta?
  • Quem e como são os amigos dela?
  • Que tipo de ofertas ela recebe diariamente?
  • Que tipo de problema ela encontra?

 

O QUE A PERSONA OUVE?

  • O que seus amigos dizem?
  • Quem realmente a influencia e como?
  • Quais são os canais de mídia que a influenciam?

 

O QUE A PERSONA PENSA E SENTE?

  • O que é realmente importante para ela (e que às vezes não diz para os outros)?
  • Imagine as emoções dela. O que a move?
  • Descreva os seus sonhos e aspirações.

 

O QUE A PERSONA FALA E FAZ?

  • Qual é o seu comportamento e reação em público?
  • O que comenta com as outras pessoas?

 

QUAIS SÃO AS DORES DA PERSONA?

  • Quais são as maiores frustrações dela?
  • Que desafios ela enfrenta?
  • Quais são os obstáculos para ela atingir seus objetivos?
  • Que riscos teme assumir?

 

QUAIS SÃO AS NECESSIDADES E ASPIRAÇÕES DA PERSONA?

  • O que ela realmente quer alcançar?
  • Como ela consegue medir o sucesso?
  • Que estratégias ela utiliza para alcançar esse objetivo?

Fatores que influenciam a persona

Existem diversos fatores que fazem a gente escolher um produto e não o outro similar. Não é somente pelo preço, qualidade do atendimento, prazo de pagamento, descontos, qualidade, marca, embalagem, local de compra, garantia, conveniência e serviços agregados. Nós fazemos nossas escolhas baseados também em fatores subjetivos. Então, quando for determinar a sua persona, analise também os seguintes fatores:

Fatores demográficos

  • Escolaridade;
  • Estado civil;
  • Classe social;
  • Localidade;
  • Existência ou não de filhos.

 

Fatores culturais

Crenças, costumes e valores diversos: política, religião, culinária, história etc. Crenças são convicções, opiniões e atitudes formadas para atribuir verdade a algo ou alguém. É o ato de acreditar. Os costumes são modos habituais de agir, enraizados na maior parte dos integrantes de um território ou comunidade. Já os valores são princípios que regem as atitudes e os comportamentos e que contribuem para a convivência saudável em uma sociedade.

 

Fatores sociais

Grupos de referência, família, amigos etc.

 

Fatores pessoais

Idade, estágio de vida, ocupação, condições econômicas, estilo de vida etc.

 

Fatores psicológicos

Motivações e percepções pessoais.

 

Em geral, analise os dados que definam como a persona pensa e que tipo de coisas têm mais valor para ela. Assim, você vai identificar formas de se comunicar com ela de maneira eficiente.

Conheça a Jornada do seu cliente

Outro fator importante sobre a sua persona é determinar como se dá a sua jornada de compra. Uma vez que você já identificou o que é realmente relevante para ela, você deve entender o que vai gerar valor para a persona em cada passo da jornada de compra. A jornada de compra são as etapas pelas quais o seu público passa até se tornar seu cliente. No geral, ela tem 4 etapas: aprendizado e descoberta, reconhecimento do problema, consideração da solução e decisão de compra.

  • Aprendizado e descoberta: o cliente está com algum desconforto, mas ainda não tem certeza da solução para o seu problema.
  • Reconhecimento do problema: o cliente já conhece o seu problema.
  • Consideração da solução ele está pesquisando e considerando as opções que resolverão o seu problema.
  • Decisão de compra: momento em que ele faz a escolha, entre as várias que o mercado apresenta, do produto ou serviço que ele julga ideal para solucionar seu problema.

O importante aqui é você produzir conteúdos sobre a sua empresa para as quatro etapas. A ideia é ir levando o consumidor a conhecer e confiar na sua marca a ponto de comprá-la. Mapeie onde geralmente acontece o primeiro ponto de contato e conduza-o até o final do funil para que ele se torne um cliente.

Ofereça produtos e serviços que os seus clientes desejam

Como falamos no início deste artigo, estamos na era da comunicação um para um. Mas não é só na comunicação que esse fenômeno do individualismo aparece. Hoje em dia, praticamente todas as grandes marcas têm opções de personalização dos seus produtos. Os consumidores querem, cada vez mais, produtos exclusivos e com a sua personalidade. Não tem mais graça andar com a mesma roupa que todo mundo tem, a palavra da moda é exclusividade. O erro que algumas empresas cometem é tentar moldar o consumidor ao seu produto.  Nunca tente isso! Com o estudo da persona que ensinamos aqui, você vai aprender a conhecer tão bem o seu cliente que vai ser capaz de criar produtos que se encaixam exatamente no perfil dele. E você não imagina a vantagem competitiva que isso irá te dar.

BÔNUS

5 Dicas para definir uma (ou mais) personas para seu negócio

Dica 1 – Ferramentas que ajudam a definir a persona

Utilize o SimilarWeb para pesquisar seus concorrentes, entender de onde vem o tráfego deles e quais são as palavras-chave que mais levam pessoas ao seu site. Analise também a característica do público do seu concorrente, quais são os assuntos pelos quais ele tem mais interesse e quais são as redes sociais que mais trazem tráfego para ele.  Além disso, essa ferramenta vai te mostrar sites similares; isso te ajuda a ampliar cada vez mais a busca e intensificar a pesquisa sobre o seu público.

Outra ferramenta que pode te ajudar a encontrar a sua persona é o Facebook Audience Insights. Vá em Gerenciador de anúncios -> Anúncios do Facebook  -> Informações do público -> Todos no Facebook. Nele, você vai colocando as informações que tem sobre a sua persona e o Facebook vai te dar dados demográficos e de preferências, páginas que ela curte e diversas outras informações a partir do seu banco de dados.

Dica 2 – Use as Redes Sociais

Se você está começando e ainda não tem cliente, você precisa definir um modelo de persona, um que se aproxime ao máximo do perfil que você deseja. Aqui, você vai precisar ser mais amplo para definir esse modelo e pensar no produto que você está colocando no mercado. Entenda quem são as pessoas que já consomem o tipo de produto ou serviço que você oferece.

A partir disso, tente localizar essas pessoas em páginas e grupos no Facebook, perfis no Instagram, canais no YouTube e em outras redes sociais. O importante é notar que essas pessoas normalmente estão em busca de respostas ou soluções para o seu problema. Então, comece o trabalho, esmiúce o que as pessoas comentam, veja que tipo de dúvidas elas têm, do que reclamam, do que gostam. Veja o perfil das pessoas que fazem essas interações, veja com o que mais elas interagem ou que curtem, os livros que elas leem, os filmes a que assistem, estado civil, se têm filhos e quais são os dados demográficos. Enfim, faça uma pesquisa completa! Isso vai facilitar a sua vida na hora de construir a sua persona e torná-la bem próxima do ideal. É um trabalho minucioso, mas determinar a persona correta vai fazer você chegar mais rápido ao seu consumidor.

Interaja nos grupos, páginas e perfis. Faça perguntas inteligentes para entender o que as motiva a comprar o produto e responda aos comentários.

Na medida em que você for descobrindo essas preferências e insatisfações e o seu negócio começar a captar clientes, você terá dados mais confiáveis para definir a sua persona.

Dica 3 – Pesquise em fóruns e blogs

A internet está cheia de blogs e fóruns sobre os mais diversos assuntos. Faça uma pesquisa no Google sobre o assunto do seu negócio e encontre blogs ou fóruns como o Yahooh Respostas. É bem provável você vá encontrar pessoas que têm dúvidas ou problemas relacionados ao produto ou serviço que você vende.

Dica 4 – Faça Pesquisas

Se você já tem clientes pode captar dados enviando pesquisa por e-mail para seus leads. Informe que você está tentando entender melhor quem são os clientes da sua marca para conseguir oferecer as melhores soluções de produtos para eles. Caso não tenha, faça pesquisas com amigos, nas suas redes sociais e dê algum tipo de incentivo para as pessoas responderem.

Dica 5 – Entenda quais são as soluções que o seu produto oferece

Tão importante quanto entender o seu público é saber de que forma o seu produto vai ajudar as pessoas. Saiba quais são as soluções que o seu produto ou serviço oferece e procure por pessoas que desejam encontrar essas soluções. Uma boa ideia é criar um press release com a proposta de valor do seu produto, escreva:

  • Para <esses clientes>
  • Que <tem essa necessidade>
  • Oferecemos <esse produto>
  • Que <gera esse resultado>

BLOG

WordPress – Conheça a origem e as vantagens do maior CMS da Internet.

Descubra quais são os incríveis recursos que estão fazendo os grandes sites migrarem para essa plataforma de gestão de conteúdo web.

wordpress conheça as vantagens do maior cms da internet - Buenosites

Mas afinal, o que é o WordPress?

Estamos todos conectados. Não da para ignorar que o mundo online faz parte constante da nossa vida e que isso mudou a forma como nos relacionamos com as pessoas, nosso comportamento e nossos costumes. Passamos a consumir pela grande rede. Fazemos compras e até pedimos comida online.

Por essa razão, a criação de sites tornou-se uma atividade cada vez mais comum e disseminada. As empresas hoje podem até não ter um endereço físico, mas obrigatoriamente precisam ter um endereço virtual se querem ser encontradas pelos seus potenciais clientes. E é nessa hora que os CMS podem ajudar bastante facilitando o trabalho daqueles que querem construir seu próprio site na rede. Não sabe ainda o que é um CMS? Não tem problema, neste artigo nós iremos explicar o que é um CMS e falaremos um pouco mais da plataforma mais utilizada deste sistema, o WordPress.

 

O que é um CMS?

CMS é a sigla em inglês de Content Management System ou Sistema de Gerenciamento de Conteúdo, em bom português. Esse sistema, como o próprio nome diz, faz o gerenciamento de todo o conteúdo de um site, especificando áreas onde ficarão as imagens do seu endereço online, as principais notícias, o menu do seu site, tudo de forma bastante automatizada, o que permite que até pessoas que não tenham intimidade com programação e web design possam criar um site com aparência profissional em poucos passos. Também é muito fácil fazer a troca do conteúdo e deixar o portal sempre atualizado.

São diversas plataformas de CMS oferecidas hoje no mercado e muitas delas são gratuitas. Hoje vamos falar especificamente da mais utilizada entre elas, o WordPress. Este gerenciador de conteúdo é tão famoso que para se ter uma ideia, cerca de 35% dos sites criados na internet hoje são feitos com WordPress.

 

A origem do WordPress

Na década anterior, quem quisesse construir um site e não tivesse conhecimento em programação e web design tinha que recorrer a um profissional da área para criar o seu sítio online. Além da criação, normalmente toda a atualização ficava nas mãos deste profissional, pois os procedimentos para tal serviço não eram nada automatizados e era necessário ter conhecimento na área.

Para aqueles que queriam apenas ter um blog, a plataforma Blogger foi muito útil na época, pois podemos chamá-lo como o “pai” dos CMS, uma vez que seu sistema já era mais automatizado e permitia que leigos pudessem criar o seu blog em poucos passos. Porém, sua capacidade de personalização era muito baixa e esta plataforma não serviria para hospedar sites mais completos e com recursos.

Em 2003, Michel Valdrighi, que era desenvolvedor de uma plataforma para blogs conhecida como cafelog resolveu desistir de sua ideia, pois a mesma não apresentava evolução em relação ao que já se tinha no mercado. O Blogger, citado anteriormente, era disparado a plataforma que hospedava a maior parte dos blogs no mundo.

Formando uma equipe com Matt Mullenweg e Mike Little, Valdrighi começa a trabalhar na evolução do seu projeto anterior e desta evolução surge o WordPress.

Alguns fatores fizeram com que o WordPress tivesse uma excelente aceitação em seu início. Podemos destacar a existência de plugins, que são módulos que turbinam a capacidade de personalização do site, presentes já na segunda versão do mesmo, lançado em março de 2004; e o fato do seu maior concorrente nesta época, o CMS Moveable Type, ter feito algumas mudanças que desagradaram boa parte de seus usuários e o alto preço cobrado por esta plataforma fizeram com que muitos migrassem para o WordPress, um CMS que possui versão gratuita.

Em 2006 a plataforma deu mais um grande passo com a implementação dos temas, designs pré-formatados de “fábrica” que facilitaram ainda mais o uso da plataforma por seus usuários. Assim, bastava escolher um layout dentre os já oferecidos pela plataforma para personalizar o site à sua maneira.

De lá pra cá foram muitas evoluções e a entrada de plugins que habilitavam a criação de lojas online no WordPress foi outro salto na popularidade da plataforma. Os seus criadores seguem firme no propósito de conquistar mais de 50% dos usuários de CMS em todo o mundo.

 

Diferença entre o WordPress.com e o WordPress.org

Agora que você já sabe o que é um CMS e conhece um pouco da história do WordPress, precisa saber que existem duas versões desta plataforma que são oferecidas ao público, o WordPress.com e WordPress.org.

No WordPress.com você pode criar e hospedar o seu site ou blog diretamente na plataforma WordPress, sem pagar nada por isso. Não é necessária nem a contratação de domínios, pois o WordPress.com oferece esse serviço de forma gratuita. A grande questão a ser analisada é o que você pretende com o seu site. Se for algo mais complexo e profissional é importante ponderar algumas características aqui:

Apesar de oferecer o domínio, o mesmo não poderá ser totalmente personalizado. Então o seu site terá o endereço “seusite.wordpress.com”. Essa característica é visível a todos os usuários o que não é interessante caso você esteja criando um site que planeje ter influência e autoridade na internet.

Além disso, as opções de formatação e personalização são bem limitadas e não é possível trabalhar com banners de publicidade.

Como vantagens podemos destacar:

  • A gratuidade dos serviços, caso o seu projeto seja pessoal ou de menor porte;
  • A atualização automática do WordPress. O seu site/blog, estará sempre utilizando os recursos mais recentes oferecidos pela plataforma;
  • Backup automático de todo o seu conteúdo.

Diante destas informações podemos concluir que esta versão oferecida do WordPress é voltada principalmente para aqueles que pretendem construir um blog privado, sem intenção de monetizar o seu conteúdo. Pode ser também uma ótima porta de entrada neste universo, onde você vai obter conhecimento e familiaridade com a ferramenta para poder dar passos maiores à frente.

Agora, vamos falar um pouco sobre a versão WordPress.org, quais as principais diferenças, vantagens e até desvantagens em relação ao seu irmão “.com”.

Diferente da versão anterior, esta aqui para ser utilizada vai necessitar de um serviço de hospedagem contratado e de um domínio (nome do seu site) adquirido.

Para utilizá-lo, você deverá instalar o WordPress.org no servidor de sua hospedagem

Uma vez instalado você deverá fornecer o domínio contratado (www.seusite.com.br, por exemplo) e fazer o link com o seu site WordPress. Pronto, daí em diante você terá a sua disposição infinitas possibilidades de personalização, utilitários, que vão deixar o seu site/blog com um ar muito mais profissional.

Estarão disponíveis milhares de temas próprios e até de terceiros, feitos especificamente para WordPress, para que você possa escolher aquele que atende melhor ao seu nicho de negócio. Vale lembrar que uma infinidade destes temas tem versões gratuitas.

Outras vantagens a serem destacadas são:

O acesso à loja de plugins. Esses dispositivos aumentam e muito, a gama de serviços que podem ser oferecidos em seu site. E o melhor é que podem ser utilizados por pessoas que não possuem conhecimentos aprofundados em programação, são relativamente fáceis de configurar e assim como os temas, podem ser encontrados em versões gratuitas bastante eficientes.

Por ser uma plataforma muito utilizada em todo mundo é cada vez maior o numero de empresas e desenvolvedores que trabalham em soluções de integração do WordPress com seus sites ou soluções de pagamento online. As empresas têm interesse que seus serviços sejam integrados a uma plataforma que está em constante expansão.

Como ponto que pode ser considerado negativo, principalmente para quem migrou do wordPress.com e estava acostumado com essas facilidades é que todo o conteúdo do site deve ser administrado, atualizado e de resguardo das informações deve ser feito de forma manual e não automática. Por exemplo, se você quiser atualizar a sua versão do WordPress ou até mesmo fazer um novo backup do seu banco de dados, deverá fazê-lo manualmente, pois diferente da versão .com, o WordPress.org não atualiza sozinho estes itens (a não ser que utilize plugins e recursos pagos que cada hospedagem oferecem e que agendem e realizem tais ações por você).

 

WordPress é só pra blog?

Esta é uma dúvida muito frequente e provavelmente deve-se ao fato de que no inicio da sua existência o WordPress tenha sido muito utilizado para a criação de blogs. Mas hoje, 14 anos depois da sua primeira versão, podemos responder esta pergunta definitivamente com um “não!”.

O mais famoso CMS do mundo tem ferramentas que vão muito além da criação de um blog. Com a infinidade de personalizações disponíveis é possível criar sites poderosos, interativos, para pequenas empresas e grandes corporações. Com lojas online integradas também são responsáveis por um grande número de transações financeiras que acontecem na web.

 

As Vantagens de ter um site em WordPress

Já falamos um pouco sobre as vantagens do WordPress em um tópico do nosso artigo, mas o assunto é tão amplo que podemos destacar ainda mais características que fazem este CMS ser tão popular.

 

Facilidade de uso

com interface intuitiva, mesmo sem conhecimento em programação é possível fazer trabalhos surpreendentes, pois a ferramenta e o acesso as configurações é bastante simplificado;

 

Personalização

São milhares e milhares de temas e plugins que podem deixar o site com a sua cara. Muitos já vêm formatados e prontos para o seu tipo de negócio. Basta fazer uma busca no campo temas e escolher um dentre uma infinidade de opções.

 

Informações fáceis de encontrar

Por ser uma ferramenta muito popular, existem muitos especialistas na plataforma. Uma busca rápida no google e você pode sanar sua dúvida em alguns segundos.

 

Liberdade de criação

Apesar de ter uma infinidade de opções para personalização pré-formatadas, para aqueles que possuem conhecimento em programação, html, css, etc, o céu é o limite. É possível personalizar absolutamente tudo no site se você possui um conhecimento mais aprofundado nesta área.

 

Multiusuários

Se você tem um blog ou um site que tem colaboração de diversas pessoas é possível criar perfis com níveis diferentes de edição. Por exemplo, se em seu site você publica artigos que são escritos por terceiros, você pode dar um acesso exclusivo para a criação de artigos para este usuário, que pode fazer a publicação diretamente pelo WordPress, ficando a seu cargo apenas a aprovação do conteúdo para publicação.

BLOG

Como criar um site profissional e melhorar a imagem da sua empresa! - Buenosites - Criação de Sites

Como criar um site profissional e melhorar a imagem da sua empresa!

Já pensou que o seu negócio pode estar transmitindo a imagem errada na web? Será que ele está refletindo a essência que você gostaria?

A imagem de uma empresa moderna está atrelada à qualidade do seu site. Não se engane achando que seu produto vende simplesmente pela qualidade, a imagem é fundamental! Confira nesse post os requisitos para criar um site profissional e transmitir para o público, de forma adequada, a seriedade e a qualidade do seu produto ou serviço.

O posicionamento estratégico

Sua empresa tem um propósito claro? Tem missão, visão e valores? Se ainda não tem, chegou a hora de você refletir sobre estas questões. Muita gente pode pensar que estes são conceitos antigos e que não se aplicam ao cenário moderno, mas isso é um engano. Entender exatamente o que a empresa é e aonde ela quer chegar é primordial para qualquer negócio. Sem essas informações, você não sabe qual direcionamento dar para as ações de marketing, inclusive para o site. Questões como o conceito, a linguagem que a marca incorpora e a identidade visual também devem estar presentes de forma natural e harmônica e irão dar um tom profissional ao site.

Como criar um site profissional

Além dos elementos do marketing estratégico, para criar um site profissional você deve considerar alguns fatores, entre os principais estão:

Conteúdo que gere valor

Seu conteúdo deve ser realmente relevante ao seu público-alvo. Caso tenha um e-commerce, foque bastante na descrição dos produtos. Se tiver uma empresa de serviços, como marketing digital, invista em sanar as dúvidas do público. O principal aqui é:

  1. Entender quem é o seu público e a sua persona;
  2. Saber quais são as principais dúvidas e quais são as objeções que impedem o consumidor de adquirir seu produto ou serviço;
  3. Produzir conteúdos que respondam as perguntas e acabem com as objeções. Produza também conteúdos de interesse do consumidor, mesmo que não estejam atrelados diretamente à venda do seu produto ou serviço. Só tenha cuidado para não fugir do campo semântico do seu negócio e ficar muito difuso;
  4. Avaliar os resultados, entender o que dá certo e o que não chama a atenção do seu target e modificar o que for necessário.

Uma boa estratégia de marketing de conteúdo vai fazer com que o leitor tenha uma ótima lembrança da sua marca e vai fidelizá-lo a ela.

Site otimizado

Não se consegue criar um site profissional sem otimizá-lo. A performance do seu site é de extrema importância e para isto você pode contar com técnicas que vão te ajudar a deixar o site com o rendimento no máximo da sua capacidade. Fique atento ao seguinte:

  • Procure uma hospedagem confiável, não se iluda com o preço, pois, como diz o ditado: o barato pode sair caro;
  • Aplique as técnicas de SEO, elas são importantes não somente para melhorar seu posicionamento como, também, para manter seu conteúdo organizado e agradável para os leitores;

Atenção à experiência do usuário! Não coloque imagens muito grandes e que demoram para carregar. Evite textos grandes ou pequenos demais e tenha bom senso com os formulários de captura e com a quantidade de propaganda. Caso tenha um e-commerce, faça com que o seu processo de compra e checkout seja o mais simples possível.

Monitoramento

Saiba sempre o que acontece com o seu site! Crie o hábito de ver constantemente as métricas dele. Existem ferramentas pagas e gratuitas que vão te ajudar a verificar, controlar e ajustar os rumos do seu negócio online. Veja algumas delas:

O universo da tecnologia está em constante mudança, sendo assim, para você criar um site profissional deve estar atento à ela. Cuide para que a essência da sua empresa esteja alinhada e harmonizada com as inovações tecnológicas. Isto vai trazer para o seu negócio uma imagem séria e confiável. Assim, você vai fazer o consumidor valorizar a sua marca e querer se relacionar com ela.

BLOG

7 dicas infalíveis para você criar um site otimizado para vender mais - buenosites

7 dicas avançadas para você criar um site de Alta Performance!

Você já desistiu de visitar uma página na web porque ela demorou para carregar? Pois é, isto é bastante frequente. Esse erro acontece porque os cuidados com a otimização de sites devem ser diários. Não adianta fazer um trabalho lindo e não cuidar para que ele funcione perfeitamente. Se você tem ou está pensando em criar um site, aproveite estas dicas para levar seu trabalho a um patamar profissional e, consequentemente, melhorar seu posicionamento no Google e atrair mais visitas.

Escolha o melhor CMS

CMS é a sigla para Content Management System ou Gerenciador de Conteúdo. Com ele, você pode criar um site mesmo que não saiba nada de programação. Além da facilidade de operação, outro grande benefício dos gerenciadores são os plugins. Eles, permitem que você complemente e otimize as funções da página como SEO e captação de leads. Além disso, é possível utilizar temas com formatos e funções variadas e personalizá-los.

O mais conhecido e utilizado gerenciador de conteúdo é o WordPress. Além de ser fácil de instalar, configurar, editar e atualizar, ele é o que apresenta a maior quantidade de plugins e temas. Por ser completo e fácil, ele é indicado tanto para quem está começando quanto para quem quer um site bem robusto.

Aplique as técnicas de SEO

O SEOSearch Engine Optimization, que em português significa Otimização para Mecanismos de Busca, é fundamental para o seu site ter sucesso duradouro. Ele exige um investimento menor que as formas de mídia paga e garante que os motores de busca posicionem seu site de forma orgânica. Fique atento a algumas questões para fazer, no conteúdo, uma otimização de sites eficiente, o chamado SEO Onpage:

  • Trabalhar as palavras-chave do seu negócio;
  • Usar URL’s amigáveis: curtas e focadas na palavra-chave;
  • Ter links internos e externos;
  • Adicionar nomes e atributos ALT e TITLE às imagens;
  • Produzir conteúdos otimizados e com hierarquia nos títulos (H1, H2, H3, H4, H5 e H6).

Otimização de sites utilizando cache

O cache é essencial para melhorar o tempo de carregamento do site e fazer o público acessá-lo mais vezes, afinal, ninguém gosta quando um site demora para carregar, concorda? Seus principais benefícios são:

  • Responder ao usuário de forma mais rápida e com isso melhorar a experiência de navegação;
  • Diminuir o tempo de processamento do site, possibilitando que ele tenha um desempenho melhor nos picos de acesso;
  • Melhorar o posicionamento nos motores de busca, pois eles privilegiam sites que têm um tempo de carregamento menor.

Monitore constantemente

É imprescindível que você entenda como está a performance do seu site. Isto  ajuda a corrigir possíveis erros e a ajustá-los se necessário. O Google possui duas ferramentas gratuitas que vão te ajudar bastante nesse trabalho, o Google Analytics e o Google Webmaster.

O Analytics oferece diversos recursos de análise do tráfego do site. Com ele, você tem insumos para avaliar e fazer as correções. Confira alguns dados que ele disponibiliza:

  • Número total de visitantes, visitantes que entraram pela primeira vez e os que retornaram ao site;
  • Comportamento do usuário no site;
  • Origem dos visitantes;
  • Taxa de rejeição do site;
  • Dados demográficos e interesses do público;
  • Desempenho do e-commerce;
  • Análise sobre as campanhas de marketing e das redes sociais.

O Google Webmaster é outra ferramenta a qual você deve estar atento para a otimização de sites. Dentre suas possibilidades mais relevantes estão:

  • Verificar a propriedade do domínio;
  • Ajudar o Google a entender e indexar o site;
  • Retirar URL’s que você não quer mais indexar;
  • Informar erros no HTML do site;
  • Informar quais páginas estão linkando para o site;
  • Dar o diagnóstico sobre os links internos.

Incentive o compartilhamento

Todo mundo sabe que as redes sociais são imprescindíveis para quem quer ter uma presença online relevante. Elas promovem a propagação do seu conteúdo, por isso devem fazer parte do site não somente através de links que levam a cada uma, mas também com opções de compartilhamento dos seus conteúdos. Existem plugins que oferecem design diferenciado e atrativo, incentivando o leitor a compartilhar os conteúdos que ele acha interessantes com as suas redes. Procure o mais adequado ao seu design, faça testes, veja o que mais converte e aumente o tráfego orgânico do seu site.

Invista em conteúdo

O Marketing de Conteúdo é o mais novo queridinho das grandes empresas. Mas cuidado! Marketing de Conteúdo não é só produzir qualquer texto sobre um determinado assunto. Ele se baseia na criação de um planejamento, na execução e na análise de um conteúdo que tenha relevância para o público-alvo. Você não pode deixar de implementar o Marketing de Conteúdo, pois ele:

  • Melhora o posicionamento nas buscas, pois o Google vai entender que o site é relevante para o público;
  • Aumenta o tráfego;
  • Amplia o tempo de permanência no site;
  • Ajuda o leitor a sanar suas dúvidas e cria um relacionamento duradouro com ele;
  • Facilita a venda;
  • Favorece a captação de leads;
  • Gera uma percepção positiva da marca.

Foque na experiência do usuário

Quando acessamos um site que tem navegação fácil e design agradável é certamente porque foi feito um trabalho de UX, User Experience ou Experiência do Usuário. Veja algumas formas de usar essa técnica e fazer com que os leitores tenham prazer em acessar o seu site:

  • Tenha um design atraente e funcional;
  • Faça testes A/B para entender qual página de venda ou título converte mais;
  • Peça opiniões utilizando formulários de pesquisa;
  • Use formulários de captura com o mínimo possível de campos para preencher;
  • Segmente seu conteúdo para não ficar confuso;
  • Use espaços em branco entre os conteúdos, isso ajuda o leitor a descansar os olhos durante a leitura.

Conclusão

Tenha sempre em mente que o trabalho de otimização de sites deve ser constante. Após estar pronto e publicado, ele deve ser monitorado e otimizado para extrair todo o seu potencial. Que tal começar a aplicar estas dicas hoje mesmo e obter resultados incríveis?